Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ENQUANTO VOCÊ EXISTIR

Pedras que lhe quero
No fundo do mar escondi tesouros
As ternuras no pote rosa
Os brincos da ALEGORIA
o VESTIDO DE FANTASIA.

Pedras no anel
e na gargantilha
Pedras amam,
Sofrem
São levadas pobre dores
chuvas ACIDAS

Ah se eu pudesse conter
O que sinto
Quando corres meu corpo
Em noites da morte
Em dias de sorte.

Se eu pudesse lhe contar
O meu amor iria guardar
No canto surdo da orelha
No acido do estomago
Seria eu azedo meu grito
Frente ao mar.

Se eu pudesse lhe falar
O quanto tenho amor
O quando minha paixão
Dura no tempo sem cor.

Se eu pudesse lhe falar
Quão são toques mágicos
Dos seus dedos em meu coração
Posso voar na dor
Sem reclamar ...
És dor do amor.

Lhe digo
Enquanto existir essa força
Que vem de cima
De algum lugar especifico
 houver suspiro
Vou amar enquanto estiver
Em você vivo...

Lilian Meireles
Enviado por Lilian Meireles em 14/11/2017
Código do texto: T6171853
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Lilian Meireles
São Paulo - São Paulo - Brasil
241 textos (4504 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/11/17 19:49)
Lilian Meireles