Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quase Moreno



Viver o minuto que passa...
Chorar ou achar graça...
Simplesmente viver...
Quando a vida pulsa
No sentimento da gente
Viver é tão simplesmente viver...
Cada instante, cada segundo...
O mundo todo revira
Eu reviro o mundo
Apesar do desamor do planeta
Na contramão do que parece real
Circunstâncias improváveis
No reverso da medalha
Sem explicação, sem destino
Sem porto seguro
Ou hora marcada
Viver...
Na encruzilhada da estrada
Quando o céu parece breu...
Em plena madrugada
Avistar um clarão de lua
Perder minha alma na tua
Encontrá-la de novo e perder...
Viver...
Nem tudo é pra explicar
Nem tudo cabe em palavras
Deixa que a voz do vento me guie
Vento vadio sem eira nem beira...
Vento ventania que me encaminha...
Pra terras distantes perdidas além...
Vento- redemoinho, travesso, levado...
Leva-me calado aonde  dorme sereno
Meu menino amuado... Quase moreno...
Queimado de mar...

www.joselmavasconcelos.blogspot.com



Joselma de Vasconcelos Mendes
Enviado por Joselma de Vasconcelos Mendes em 22/08/2007
Código do texto: T619447
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Joselma de Vasconcelos Mendes
Serra - Espírito Santo - Brasil, 58 anos
404 textos (22078 leituras)
7 áudios (779 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 06:18)
Joselma de Vasconcelos Mendes