Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Me Perdoe Senhor...

Me perdoe senhor trabalho
A quem devo meu sustento.
Por favor me quebra este galho
Me dê pelo menos um alento!

É que minha amada não responde
Meus emails de amor e carinho!
Onde será que ela está? Onde?
Será que na volta perdeu o caminho?

Na Fé estou que nada de mal
Com ela possa ter acontecido.
Só se chegou ao momento final
Que ela tenha, viajando, resolvido!

Oh! Mente cruel que me persegue!
Como ousas tramar assim contra nós?
Veja se no silêncio consegue,
Deixar-me com meu coração a sós!

Logo te darei alimento farto,
Quando aos números te lançar!
Queres me provocar um enfarto?
Queres enfim me matar?

Longe do trabalho e de minha mente,
Abraçado com minha essência semente!
Livre pairo na brisa de seu perfume doce,
E como se um pássaro a voar eu fosse,

Vou até a minha jóia preciosa...
Posso até ver sua pele macia...
De frente me olhas formosa...
Com seu amor minha saudade sacia.

Agradeço pela pausa concedida,
Trabalho, parte de minha vida.
E a você mente condicionada,
Quem no dual vive alucinada!

Ocupa-se agora com meu labor,
E dentro de mim deixo conservada,
Imersa na química de nosso Amor,
Minha Ceci, eterna namorada!

                                2ª publicação - 1ª em 10/07/07 com 9 visitas
O Título original é "Me Perdoe Senhor Trabalho"
Leon del Bargo
Enviado por Leon del Bargo em 23/08/2007
Reeditado em 24/08/2007
Código do texto: T620845

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e seu email leondelbargo@yahoo.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Leon del Bargo
São Paulo - São Paulo - Brasil, 56 anos
204 textos (12743 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 07:36)
Leon del Bargo