Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sentido contrário

[para ouvir, copiar e colar o link em seu navegador]
http://geocities.yahoo.com.br/pessoal_quiteria/sc.mid

"Eu fui obrigada a conhecer o avesso do mundo. Pra sobreviver à dor de não entender o que tinha acontecido.
A dor de te perder. Eu tive que nascer pra vida da cidade. Não a vida social, mas a vida da cidade e de seus cantos esquecidos. O lixo do lixo. Eu me perdia pela cidade, anônima, e esse anonimato era um vício. Eu não ter meu nome me absolvia de tudo. Eu me embebedava do desejo cego por qualquer um... E assim, eu me iniciei na solidão coletiva dos que não têm nada a perder. Mas, talvez, eu tenha até mais que os outros a tentação de corresponder ao bem. Uma tentação tão grande e absoluta, um desejo de corresponder de forma tão total, que paradoxalmente me tornou e me torna escrava cega de minha escuridão. E quando essa escuridão me possui, eu até a confundo com uma espécie de bem-aventurança."
(Fauzi Arap)


eu sou a primeira curva depois do túnel
sou a zona de perigo
sou a placa de contra-mão do latifúndio
a mata fechada sem abrigo
sou um dos anéis de Saturno
um pássaro predador
um bicho do escuro, noturno
um viajante e sua dor
sou o caos das noites permissivas
a fúria das águas de além mar
sou o veneno das ervas nativas
copo sujo de mesa de bar
sou o livro proibido, maldito
santo espatifado no altar
sanha das putas em grito
loucura pura, de arrasar
sou verbo sem conjugação
fila de banco em dia de chuva
estória de assombração
dormência de mão, apertada luva
sou perdição de alma sofrida
martelo, lixa, bandida
sou louca de risco e tristeza
sou sangramento, ardor e febre
prato vazio de uma mesa

até que o amor me celebre.

http://versosprofanos.blogspot.com/
Maria Quitéria
Enviado por Maria Quitéria em 26/08/2007
Reeditado em 27/08/2007
Código do texto: T625344

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (http://recantodasletras.uol.com.br/autores/mquiteria). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Quitéria
São Paulo - São Paulo - Brasil
1098 textos (345059 leituras)
1 áudios (2465 audições)
4 e-livros (3953 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 08:21)
Maria Quitéria