Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"PALAVRAS MORDIDAS"

"PALAVRAS MORDIDAS"

Palavras
incompreendidas
mordidas uma a uma
ombro a ombro hesitantes
na constelação da bruma

a incerteza é uma adaga
de vários gumes

ferindo o rasto
dos peixes luminosos

os marinheiros
alçam as velas

e as velhas vestidas de negro
te aguardam
nas janelas brancas
cortinadas de vento

Porém a sombra duma ave
se recorta incerta
no horizonte

(LuizaCaetano)
LuizaCaetano
Enviado por LuizaCaetano em 27/08/2007
Código do texto: T626431

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Se quiser utilizar na parte ou no todo alguns textos meus, agradeço o crédito da autoria- Luiza Caetano). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
LuizaCaetano
Portugal
244 textos (7907 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 17:51)
LuizaCaetano