Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sem Título

Neste vasto campo de almas perdidas
Meu olhar, triste, procura
Cruzar com o teu
Na alegria e na dor,
No amor e na proximidade da morte,
Nos teus pensamentos mais tristes,
Estarei contigo
Para todo o sempre
Seja lá quanto tempo isso dure
E eu acredito que,
Uma hora,
Iremos unir nossos braços,
Sorrir, seguir em frente
E provar a todos quão grande é
O nosso amor
Porque nós somos as únicas pessoas unidas aqui
Você é a única que consegue me escutar
Ainda que não em pessoa
Gostaria de poder chamar-te de anjo,
Desejar-te boa noite
E quando eu quis fugir para um lugar
Sem saídas,
Você foi a única que me salvou
E sei que você é a melhor razão para brigar,
Mesmo que pelo resto de minha vida
Olhe em meus olhos e diga que sente a minha falta
Assim como eu
Eu tentava me encontrar em coisas insignificantes
Até achar você e perceber que
A metade de mim que eu procurava
Estava onde eu menos imaginaria
E onde eu mais queria que estivesse
Sei que todos acham que isso é
Apenas uma mentira, brincadeira boba
Eles não entendem o que é amar
Querem que vivamos uma mentira
Seria isso um jogo?
E essa é a noite perfeita para dizer
Que te amo
É a hora perfeita para ser honesta e confessar
Que só te amo porque foi com você
Que aprendi a amar
É a noite perfeita para te chamar
E lhe mostrar o anjo que é
Você espanta a minha dor
Todos olharão para nós através dos céus
Seria isso um jogo?
Querem uma mentira
Uma mentira para nós
É uma noite perfeita
Perfeita para te amar
Que noite perfeita para acreditar
Que você está aqui comigo
O coro que escuto vindo daquela direção
Indica que estou próxima de ti
Em uma noite tão perfeita como esta
Tão linda...
As estrelas desenham teu rosto
Tentamos não virar uma mentira
Mas, vamos esquecer de todos, somente hoje,
Nesta noite perfeita
Mesmo que esteja tão longe de ti
E desejando-te aqui,
Comigo
E foi você que me fez parar de chorar
Neste jogo
É uma noite perfeita
Perfeita para dizer-te o que quero
A chuva cai, o frio chega
Cada vez mais desejo-te aqui,
Comigo
E você é tudo o que tenho
E eu desejo que isso não seja um sonho
Não tenho muita certeza do que está acontecendo
Só sei que te amo mais e mais
Querem que eu compre uma mentira
Mas esta é a última noite para dizer ‘te amo’
Até que as estrelas caiam dos céus,
Amarei-te, protegerei-te
Ao som dos violões eu me declaro recitando-lhe esta poesia
Sem medo algum em tempos
Escrevo mal, sei disso,
Mas tento da melhor maneira dizer-te que
Ao som dos violões eu me declarei, em meio a lágrimas
Lágrimas nunca antes derramadas
Os violinos nos unem, a minha voz triste
Tenta dizer-lhe quão importante és para mim
Eu me achava forte até encontrar-te e ver
Quão forte tu és
E sem você fico perdida
Nessa hora eu tento dizer o quanto te amo
Até o fim de tudo, até o sangue secar, até a dor passar
Te amarei até após a morte
Pois, cruzar com o teu, meu olhar,
Triste, procura,
Neste campo de almas perdidas

by Ray££a Hoghöösh
21/08/07

Glenda way
S2
Débby Way
Katherynne Sophie
Enviado por Katherynne Sophie em 29/08/2007
Código do texto: T629590

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Katherynne Sophie
Tanguá - Rio de Janeiro - Brasil
28 textos (1109 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 16:28)
Katherynne Sophie