Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fluir

Da emoção que em mim provocas, não sei dizer...
Sei apenas  que vem vindo...
Como uma onda de calor
Que deita a chama em meus olhos...
Enlevo-me e te procuro nas palavras deitadas  no papel desse dia....
Queria escrever com os lábios em tuas costas nuas
Meus versos de amor...
Mil e um em cada tom e cor de batom
E se um dia me fosse para mais além,
Junto ao coração te levaria...
Como um sopro de amor
Como uma saudade que jamais se evadiu de mim...
Como pétalas de flor a enfeitar a cama que eu dormia...
A dar maciez e perfume à minha vida sofrida...
Vida de  menina que teve que se fazer mulher
Como flor que desabrocha antes da primavera...
Para estar contigo
Eu também abraçaria as ondas de um mar bravio
E correria me equilibrando por um fio...
Talvez seja um fio de vida
Que às vezes brinca e faz gosto
Em fazer posto o Rei das ilusões...
Vida que brota tantas vezes
De onde menos se espera...
Vida que sinto renascer e que,
Se despede de mim
Toda vez que cobra os tributos de não te ver...
Joselma de Vasconcelos Mendes
Enviado por Joselma de Vasconcelos Mendes em 02/09/2007
Reeditado em 02/09/2007
Código do texto: T635314
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Joselma de Vasconcelos Mendes
Serra - Espírito Santo - Brasil, 58 anos
404 textos (22008 leituras)
7 áudios (779 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 22:08)
Joselma de Vasconcelos Mendes