Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A VOZ DO TEU SILÊNCIO

O teu cheiro, ou melhor
Tua catinga
Exala pela sala, se instala
E fala
A voz do teu silêncio

O teu cheiro, ou melhor
Tua catinga
Irrita minha pele de aninga
Reanima as restingas do cerrado
As caatingas do deserto, perto
Da memória
Há cheiro de chicória
E o nato cheiro do teu mato
Em meu olfato
De fato é
O cheiro bom de quem-me-quer.








Lu moraes
Enviado por Lu moraes em 05/09/2007
Código do texto: T640256

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lu moraes
Abaetetuba - Pará - Brasil, 45 anos
57 textos (2789 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 02:54)
Lu moraes