Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMOR PERDIDO

Foi há muito tempo.
Negaste meu cumprimento.
Como a lua que se esconde
Por entre nuvens,
Sorrateira, te desviaste do aceno.
Sem mais nem menos,
Lançaste-me o desprezo,
O desprezível desprezo.
E eu, ainda preso
Ao passado
Corri desesperado
E lancei impropérios a Eros!
Minha alma perguntava sobre as rosas,
Aquelas flores que inebriavam nossas vidas
Murcharam e perderam a fragrância?
A lua cheia não foi capaz
De amenizar tua arrogância
E o jardim encantado onde
A luz do sol vinha todas as manhãs
Beijar as pétalas sedosas
Das rosas, se desfez.
aroldo camelo de melo
Enviado por aroldo camelo de melo em 27/10/2005
Código do texto: T64267
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
aroldo camelo de melo
Brasília - Distrito Federal - Brasil
13 textos (862 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 00:42)