Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fragilidade

Sou frágil, frágil como poucas
e tonta, tonta como tantas
a minha força, às vezes, me parece inexistente
e me sinto tão falsa, tão irreal

a quem, porque me quero enganar?
é tão dolorido, tão dolorido
não te quero nos meus dias
não te quero em minhas noites
em pensamentos soltos e cruéis
porque me persegue, pequeno?

porque tua imagem, porque teu nome me persegue?
eu queria tanto, tanto te odiar
malcriado, ladrão
se eu pudesse não te ter aqui dentro!
(e se eu pudesse te ter...)

não te quero, pequeno malvado
não te quero quebrando meu coração,
não te quero agitando minha alma
(te amava quando a acalmava...)

me deixa, me deixa, me deixa que ja te disse
que nao te quero, nao, jamais lhe disse

ah!, sentimento
pare, pare
porque jamais saberei se me valeste alguma coisa.
Amélie Jroudx
Enviado por Amélie Jroudx em 11/09/2007
Código do texto: T648200

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome da autora e link para a obra original.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Amélie Jroudx
São Paulo - São Paulo - Brasil
3 textos (56 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 01:21)
Amélie Jroudx