Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESCULPA, MEU AMOR, POR "CANSAR TUA BELEZA"

       
     Desculpa, amor, por "cansar tua beleza",
     por folhear todos os livros,
     por virar a tua mesa.

     Perdoa meu amor,
     por deitar na tua cama
     e  roubar teu travesseiro,
     por  tecer todas as tramas
     e marcar-te por inteiro.

     Me perdi
     neste realismo de fachada
     e olhei pela janela quando querias meu beijo,
     madrugada...

     Tranquei-te neste quarto escuro
     de reflexões insanas,
     bebi teu sangue de canudinho,
     triste trama.

     Perdi-me nestas trilhas traiçoeiras
     de pura retórica,
     deixei teu calor fugir,
     categórica.

     Estou com tanto frio,
     estou com tanto medo,
     e sei que fui venal
     concedo.

     Não me abandones, te peço, insisto!
     Eu  não queria percorrer essa linha frágil,
     fazer esse jogo antigo,
     mesmo sem querer jogar,
     cantar a canção dos malditos.
     
     Perdoa-me pelo sim, pelo não,
     pelo não dito.
     Pela palavra ácida,
     pelo argumento duro,
     pelo verso negado,
     engasgado, obscuro.


     E deixa a porta aberta
     estou voltando,
     ou estou indo
     um só caminho
     estou voltando,
     ou estou indo
     um só compasso
     neste passo.
     Estou voltando
     ou estou indo
     pro teu laço...
         
tania orsi vargas
Enviado por tania orsi vargas em 13/09/2007
Reeditado em 06/04/2008
Código do texto: T650752
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
tania orsi vargas
Taquara - Rio Grande do Sul - Brasil
772 textos (51482 leituras)
4 áudios (521 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 11:21)
tania orsi vargas