Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Doce Sonho Amargo Pesadelo

                                                                                 
Doces palavras...Carregadas de carinho...
Altas doses de sedução, saboreadas com paixão,
Em  delírios trouxe você  no meu recanto...Permiti que  entrasse...
Ocupasse  um espaço sem dono.Tomasse  posse de mim.
Na impaciência de um olhar,  permiti que pudesse me invadir.
Você...Você chegou sem  querer.
Encontrou-me magoada...Atrevida...
Destrambelhada...Totalmente perdida.
E nos acharíamos... Seríamos cúmplices...
Mas, vieram os desencontros...
Nos perdemos naquela Avenida...
Mas...Talvez você nem tenha existido...
Foi um sonho. Um doce sonho...
Um sonho impossível...
Foi isso... Você foi um sonho.
O sonho que tanto tempo esperei...
Mas você não era real...Você não existia...
Vi-me só... Vi-me lavada de sangue...
Vi-me só...Vi-me coberta de gelo...
Vi meu coração petrificado...
Meu doce sonho...
Era um Amargo Pesadelo...
Estou tentando acordar...
Mas se há algo a desculpar...
Então eu é que peço desculpas.
Por ser tão surreal...
Nem tente beijar minha alma...
Ela vai passear por uns tempos.
Aceito apenas o cafezinho.
Ligue-me na próxima semana.
Clara Nogueira
Enviado por Clara Nogueira em 29/10/2005
Reeditado em 11/07/2008
Código do texto: T65138

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Clara Nogueira
Guapimirim - Rio de Janeiro - Brasil
12 textos (1338 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 12:54)
Clara Nogueira