Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Insano

Insano


São dez horas marcadas no relógio da parede
E eu me perguntando quando vens matar a minha sede?
Nas horas marcadas da minha paixão
Não há espaço para atrasos perdão
És insano será que não percebes
Enganar teu coração pra este que te escreves

Por que não deixas levar pelas raias da loucura
Não vês que quero te levar a lua?
Na vida é preciso ter uma dose de insanidade
E entregar de corpo e alma a felicidade


A hora passa já é meia noite
Pareces que bate em mim com açoite
E você ainda não escolheu
Estas uma Julieta sem seu Romeu

Olha por que demoras assim
Penso que falta algo meu amor
Olha teu jardim
Arrancaste a beleza de uma flor

Insano é não lutar por um ideal
É deixar morrer as plantas no quintal
É não acreditar no raiar do sol
É deixar que sequem as flores
É não lutar por teus amores

Poeta Allan Garrido
Allan Garrido
Enviado por Allan Garrido em 21/09/2007
Código do texto: T662436

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Allan Garrido
Bauru - São Paulo - Brasil, 37 anos
305 textos (11223 leituras)
16 áudios (735 audições)
10 e-livros (298 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 06:56)
Allan Garrido