Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Donaire



Quando a olhei, caminhando pela rua
Notei seu olhar sedutor
Cumprimentou-me com um doce sorriso
Que mexeu comigo; senti-o como invasor!

Eu, que junto à sombra de uma árvore
Escrevia versos abrasadores
Imaginando-a do meu lado; junto a mim
Colocava no papel, momentos sonhadores!

Toda a sua elegância
Num fulgor sem igual
Quero-a me aquecendo
Num calor sensual

Tirarei do seu corpo esse pano, que lhe cobre
E a tocarei levemente com dulçor
Meus lábios, que por ti fervem
Poderá sentir com prazer o amor!!!

Gustavo
17/05/02




Gupoeta
Enviado por Gupoeta em 23/09/2007
Código do texto: T664977
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gupoeta
São José dos Campos - São Paulo - Brasil, 39 anos
8 textos (104 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 12:47)
Gupoeta