Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Infinito Amor

Ricardo, eu te amo tanto
que quando aperta a saudade
eu passo mal, fico tonto,
sem você não há felicidade.

Lembro-me de você pequenino,
dando-me sua mão na avenida,
hoje é independente, segue seu destino,
mas um pai sente falta desta vida.

Por onde quer que ande
leve com você uma certeza,
o meu amor é tão grande
que mais parece uma fortaleza.

Abrigue-se neste forte indomável
que nada poderá fazê-lo sofrer,
pois meu amor é interminável
e antes disto eu prefiro morrer.

Brevemente juntos estaremos,
só de imaginar meu coração salta,
sei que muito felizes seremos
pois amor é o que não nos falta.


Poesia dedicada ao meu filho, Ricardo Mundim, que mora na França.
Lupércio Mundim
Enviado por Lupércio Mundim em 25/09/2007
Código do texto: T667223

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para o site "www.mundim.net"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lupércio Mundim
Goiânia - Goiás - Brasil, 70 anos
12 textos (404 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 17:01)
Lupércio Mundim