Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vidas Paralelas

Fico sonhando com o dia.
Quando é que a gente vai se reencontrar?
Te vejo, te quero, te desejo.
Eu não consigo te alcançar.
Você não é um sonho,
mas também não é real.
A vida passa, a gente se ama.
O tempo me enrola, me engana.
Porém, eu já não me iludo.
Hoje, mais uma vez, você não vai me abraçar.
Começo a não querer sentir saudade,
para não sofrer com o desejo de me afastar.
Eu te vejo pela janela
de um passado que não vai voltar.
Teu beijo, teu cheiro, teu desejo.
Tua vontade chamando por mim.
Não sei quando você vai girar a cabeça
e me fazer um carinho com o teu olhar.
E me guiar com o teu sorriso,
até a esquina do nosso luar.
E caminhar comigo pelas calçadas do teu paraiso.
Quanto tempo eu vou ter que esperar
para o nosso dia perfeito chegar?



Este texto faz parte da coletânea Alma Nua de Ivo Crifar, pela editora Baraúna.
Ivo Crifar
Enviado por Ivo Crifar em 27/09/2007
Reeditado em 25/09/2011
Código do texto: T671384
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Ivo Crifar, Alma Nua, editora Barauna, 2009). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ivo Crifar
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
231 textos (13905 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/10/17 22:00)
Ivo Crifar