Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONHANDO UM AMOR

Fotografei seu olhar em meio à aridez dos executivos,
Deixei-me embalar pela canção surgida no momento encantado.
Os homens discutiam o futuro do país,
Rodopiávamos ao som da descoberta.

Aceitei seu convite pra dançar.

Gravei sua voz morna a dizer-me: Bom Dia.
A musicalidade de meu nome em seus lábios enlevaram-me ao etéreo.
Ah! O prazer do contato das vibrações que tocavam meus tímpanos.

Aceitei seu convite pra cantar.

Pintei seu sorriso roubado à atenção dos colegas,
Estagnado então a fração do tempo em que o retribuí.
Longe... muito longe... quase imperceptíveis
Gargalhar e farfalhar de vozes.

Aceitei seu convite pra amar.

Fixei suas idéias, emoções, incongruências,
Memorizei sua vivência em meio ao burburinho de talheres e copos.
Fascinada embebedei-me sorvendo seus sonhos e verdades.

Aceitei seu convite pra sonhar.

Agora...
Na negritude do quarto vazio
Corpo arfante no desejo do amor
Vislumbro sua imagem circundada de cores
Brilhantes cores que ofuscam meu olhar molhado
Tremores de ansiedade na proeminência desse amor.

[TEXTO PROTEGIDO POR REGISTRO]
Anália Maia
Enviado por Anália Maia em 05/11/2005
Reeditado em 10/11/2005
Código do texto: T67657
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Anália Maia
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 67 anos
12 textos (660 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 14:54)
Anália Maia