Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ENTRE O TEMER E O QUERER

A cada pôr do sol
assim que chega a noite
com a mais cheia das luas
mesmo ciente do que sentes
tenho medo...
Receio que as flores do meu jardim
murchem sem teu sorriso
e acabem por morrer de solidão.
Receio em ser mais um
condenado a mofar abandonado
no fundo de uma gaveta.
Receio não ser forte o bastante
caso teu amor me falte
deixando-me lembranças
de aromas, toques, instantes,...
Receio que em teus silêncios
desejes ouvir outras melodias
dançar outros ritmos...
Receio que se torne fosco
o brilho nos teus olhos
o teu jeito de me amar...
A cada fragmento de tempo
descubro o quanto te quero
e meu querer é intenso
desconhece distância
ignora ressentimentos,
é em excesso paciente
crê na mútua felicidade
embora tema o que desconhece
e receie o porvir...
A cada amanhecer
mesmo ciente de minhas fraquezas
entôo uma canção
e embalo meu sentir
com a raiz das certezas:
“Te guardei onde ninguém vai tirar
no fundo dos meus olhos
pra dentro da memória
vou te amar...”

A cada pôr do sol...
Ducarmo
Enviado por Ducarmo em 03/10/2007
Reeditado em 03/10/2007
Código do texto: T678260
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ducarmo
Tucano - Bahia - Brasil, 39 anos
20 textos (1407 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 09:21)
Ducarmo