Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONETO DA CONQUISTA

Se quer de mim apenas a poesia
Eu cumpro como lei o que deseja
Talvez‚ quem sabe‚ um beijo me conceda
para algo que te escrevo a cada dia

Virá em versos a flecha do cupido
Pois‚ da águia culpo o vôo que me conduz,
da lua encontro o verbo que seduz,
do sol aqueço a letra com mais brilho

E assim a minha voz fica contigo
Guardada no sabor dessa sua boca
Domando os seus lábios em versos lidos

Palavras que a farão logo tão solta
Para que venha cair nos meus braços
E com amor no laço do infinito
Naldo Coutinho
Enviado por Naldo Coutinho em 06/11/2005
Código do texto: T67887
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Naldo Coutinho
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
111 textos (6977 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 01:06)
Naldo Coutinho