Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O amor

O amor...
Sentimento que sufoca minha alma e deixa meu peito pesado. Vivo a questioná-lo, como pode um sentimento tão nobre e maravilhoso nos deixar assim, sem rumo sem sentido embriagado pelo fogo que rouba a razão, apenas movido por uma força que me arrasta em busca de alguém.

Gostaria de entender ou ao menos poder imaginar a magnitude deste sentimento, mas ele é demasiadamente profundo, tão profundo que minha limitada mente não é capaz de descrevê-lo.

A imensidão do céu se torna pequena comparada a ele. Apenas não entendo, mas na realidade não quero entender, apenas sentir, pois quando sinto não entendo o que sinto, mas, apenas sinto e este sentimento me faz entender que mesmo que eu não entenda nada só o fato de sentir me faz feliz!!!

Embora não tenha respostas lógicas para este sentimento, quero descrevê-lo como penso. Para alguns o amor é cego, para outros ele é fogo, uns o define como brisa e outros como tempestade...

Para mim o amor não é cego, pelo contrário, ele é um sentimento que aguça nossa visão, levando-nos a ter sensibilidade de enxergarmos todos os defeitos de uma pessoa e assim mesmo sentir a necessidade de viver por toda a eternidade ao lado dela, o amor realmente é fogo, pois ele deixa em brasas o peito onde reside, ele é brisa que refrigera a alma e tempestade que encoraja-nos a lutar por quem amamos.
Poeta da Vida
Enviado por Poeta da Vida em 06/11/2005
Código do texto: T67935
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeta da Vida
Cianorte - Paraná - Brasil, 37 anos
4 textos (340 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 06:00)
Poeta da Vida