Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cheiro de Jasmim

Uma lacuna, palavra ausente
Pensamento de preenchimento noturno
No descanso da alma.
Idéias latentes, não saem de mim
Retornam em meu sangue
Filtradas pela imagem dos teus olhos.
Retina, longa estrada
Poeira vermelha dos teus dedos
Que tocam meu espírito.
Palavras escritas
Promessa do infinito
entre quatro paredes
Suspiro noite adentro.
Fora, vento e céu abraçando o mundo que há
Estrelas escondidas nos teus pés
Caminhos, primavera no meu olhar.
Uma lacuna fria aguardando
Tua presença alegre e quente
Teu preenchimento singular
Pomar de laranjas, cheiro de jasmim
Dispersando toda ausência
De cores e sabores
De noites, solidão.
Vejo teus olhos
Já não mais falta
Já me sobram alegria e verão
Palmas, das mãos
Caminhos, tuas mãos
Estão juntos novamente
Sem jamais terem partido
Tua alma, meu coração
Teu cheiro, minha pulsação.
Valéria Britto
Enviado por Valéria Britto em 05/10/2007
Código do texto: T681826

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Valéria Britto
Arcoverde - Pernambuco - Brasil, 45 anos
78 textos (4059 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 01:06)
Valéria Britto