Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lágrima maldita...

 

 

Lágrima insana,

Que teima em meu rosto banhar,

Insensata profana,

Lágrima, como dói te derramar...

Ah! Ferida que me corrompe,

Corroí minha alma ferida,

Lágrima, maldita lágrima,

És malfeitora, malevolente,

Refaz minha história,

Me deixa descontente...

Nasces nos meus olhos,

Sinto em meus lábios a minha dor...

Devassa minh’alma,

Me deixa desnorteada, em torpor!

Lágrima, reflete em meu rosto,

Toda decepção e amargura...

Um arfar, um turbilhão,

Uma mistura, confusão...

Lágrima, sorrateira e infeliz,

Não fui eu quem te quis...

Saía da minha vida,

Leve contigo meu passado,

Enterre aquela despedida...

Enxurrada de cicatrizes,

Que o tempo há de curar,

Lágrima, não te quero mais!

Deixe-me viver, recomeçar!

Lágrima maldita, vou lutar,

E o brilho do meu futuro sorriso,

Irá de vez te exterminar!

Lamandarino
Enviado por Lamandarino em 06/10/2007
Reeditado em 06/10/2007
Código do texto: T683666
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor(a): Luciana Mandarino). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Lamandarino
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 47 anos
367 textos (24410 leituras)
1 áudios (13 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 08:31)
Lamandarino