Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMOR VERDADEIRO

Autora: Regilene Rodrigues Neves

Ser amado com a essência da alma
 Não é uma obrigação de ninguém,
Mas um privilégio de quem o pode receber
A vida doa muitos sentimentos
Mas o verdadeiro
Só se encontra na verdade da alma
E quem a despe
Tem que está apto a alcançá-la.

Recebi pela vida muitas declarações de amor
Muitas palavras lindas
Pelas quais muitas vezes me entreguei
E muitas vezes também me humilhei
Para tê-los no exaspero do meu vicio de amar
E ser amada,

Mas hoje depois de inúmeros fracassos
 Recolho-me
Ao infinito do meu ser
E em analise profunda
Vejo-me diferente
Estou aprendendo a me amar
E descubro
Quantos amores declarados me perderam
Porque a verdade das palavras
 Não está na beleza de quem a expressa
Mas na alma de quem a declara.

Filosofar pode ser bonito
Pode ter sentido e posso aplaudir
Mas provar o amor
Está na beleza de Deus
Quando disse:
 Amai ao próximo como a ti mesmo
Olhe dentro de você hoje
Só pra você confesse
Você já amou o próximo como a ti mesmo?

Até hoje só me provaram amar a si mesmas
Você doa toda uma vida de amor e fidelidade a uma pessoa
E ela gasta uma separação
Para desconhecer a si própria
A mascara caí.
E me pergunto
Houve amor?
Até que ponto ele existe?
Porque somos mais necessários ao nosso egoísmo e ignorância
Do que a verdade do nosso amor?
Porque quando desmascarados fugimos?
Acredito que o amor verdadeiro
É embasado
No respeito de uma convivência
Na troca pura da alma
E os que reconhecerem isso serão privilegiados
Numa relação infinita
E abençoada por Deus!

Se hoje eu estou só
Vejo que não fui culpada
Porque é raro o homem
Que foi amado com a intensidade e verdade de uma alma
Meu amor é puro como meu gesto
E se você não soube sentir
Pode acreditar foi você quem me perdeu.

Tenho mil defeitos
Lembre-se somos humanos imperfeitos
Mas meu amor
É puro como o recém nascido
E tudo o que busquei foi doá-lo
Mas tristemente descubro
Que valor tem os hipócritas
Adeptos de filosofias de livros baratos.

Hoje me sinto feliz e livre
Quem me ama sou eu
Aquele que não souber me sentir
Irão partir sem nenhuma dor
Porque só quis amá-lo
Não sou um remédio rotulado e sem cura
O meu amor vem de DEUS
Deus é amor
Quem quiser ser amado
Terá que compreender minha poesia.

Criado em 10/08/2004


   
regipoeta
Enviado por regipoeta em 09/11/2005
Código do texto: T69323

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
regipoeta
Goiânia - Goiás - Brasil, 54 anos
1312 textos (134409 leituras)
22 e-livros (7176 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:20)
regipoeta