Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ARPEJOS DE POESIA

E tudo se permite perfeito em nossos beijos
Da tua lingua que me acha em delírio
Do teu delírio que me acha em nuvens
Assim, nos desconectamos do real
Saltamos a fronteira das nossas dimensões rasgadas
E Criamos o mundo das nossas diferenças pardas...

E tudo se permite infinito em nossos abraços
A ferrugem inconsciente das cordas da minha guitarra
O canto do vento pelo canto da janela da cozinha
Teu sorriso, teu olhar, tua pele...

E tudo se permite vasto, casto, pecador,
Pois quando toco teu desejo
Sinto-me arpejos de poesia
Execução sucessiva de versos
Acordes da ironia dos caminhos traçados
Os nossos caminhos entrelaçados
Ventania...Sinfonia...Sintonia...
André Gusmão
Enviado por André Gusmão em 16/10/2007
Código do texto: T696229

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (André Gusmão - www.infonet.com.br/gusmao). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
André Gusmão
Portugal, 45 anos
211 textos (27320 leituras)
1 áudios (172 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 11:26)
André Gusmão