Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Delirio


Vem em forma de versos declarar a ti o que sinto em profundeza de
alma e sem disfarça o que todos já percebem em meu olhar.
Enfermo sem a tua presença, em um estado completamente morbido do que
realmente seria...
Tudo o que quis encobrir, foi descoberto como um simplorio entusiamo,
na ansia de fazer-te minha.
Com a tua presença sinto-me abrandar-me, amolecer em seus braços delicado,
com o toque dos seus meigos labios nos meus...
Sem exagero, queria morrer em ti, deleitar em teu corpo suado onde minhas mãos alcançam
Abranger, abrasar, queimar feito brasa com o toque das suas mãos.
O que se faz sem sacrificios é amar-te e ter a plena consciencia de
que preciso de você, e já temo, receio viver sem ti dentro de mim
pertinho de mim.
Taís Fraga
Enviado por Taís Fraga em 17/10/2007
Código do texto: T698246
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Taís Fraga
Salvador - Bahia - Brasil, 30 anos
59 textos (5017 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 16:36)
Taís Fraga