Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
FARRAPO
 
Sou eu quem mais te vê e nunca sou notado
E vivo a te falar sem nada ouvir em troca...
Vivendo a te caçar sem nunca achar a toca
E amando-te de graça, pois nem sou amado.
 
Também sou eu aquele que te manda flores
E te oferece músicas nas Fms,
Suando ao te fitar enquanto tu nem tremes
Como seu eu nada fosse entre os teus ex-amores.
 
Sou eu, enfim, quem vive e morre a cada instante
Na condição de amásio, perdoe-me... Ex-amante
E futuro farrapo escravo do teu mel...
 
Pois certamente serei dependente eterno
Do teu amor bandido que me leva ao inferno
E da tua beleza que me lança ao céu.
 
 
Nizardo Wanderley
Enviado por Nizardo Wanderley em 20/10/2007
Código do texto: T701861

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Ex: cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nizardo Wanderley
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil
679 textos (92708 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 03:16)
Nizardo Wanderley

Site do Escritor