Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Folhas mortas

Folhas mortas
by Cel
 
Sinto o vento,
roçando minha nuca, assanhando meus cabelos
e eu respiro fundo tentando absorve-lo
gesto de quem sente sede
e quer beber da vida ...
 
Num amontoado de dias, me sento
como se fossem vazios, sem vida, como folhas mortas
que jogadas ao chão, estão também amontoadas
lhes faltou a seiva que umedece o corpo, raiz que da terra suga
e embebe, suaviza ...
E elas continuam caindo, rodopiando com o vento
que em dança lenta me eleva
e me faz sentir o tempo, que passa
estou sedenta como as folhas
que não foram molhadas e eu, mal amada ...
 
*** Labirintos da Alma ***
Cel  (Cecília Carvalho)
 
 
 
 
Cel
Enviado por Cel em 22/10/2007
Código do texto: T704832

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cel
Ilhéus - Bahia - Brasil
10 textos (191 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 17:34)