Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Espelho da Alma

Quando a noite perde o rosto
E o silêncio me invade
Escrevo com a alma de um sonhador
Como um poeta apaixonado
Perdido num labirinto de suaves paixões

Nestas noites de solidão
Viajo no escuro insustentável
das palavras íntimas e lisas
que o corpo adoça e sustenta

São palavras de amor e saudade
Palavras que me beijam, que me tocam
Palavras que o coração me dita
Que a razão me absorve

São palavras que me fazem gritar por ti
Palavras sonhadas, choradas, suplicadas
Palavras que percorrem caminhos nunca imaginados
De uma ternura nunca sentida

E neste instante mágico
Em que a paixão percorre o meu sangue
As palavras transparecem
Tudo o que o meu coração deseja

Porque não existe maior espelho da alma
do que as palavras de quem ama
Sérgio Costa
Enviado por Sérgio Costa em 23/10/2007
Código do texto: T706016

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Nome de autor e link obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sérgio Costa
Portugal
23 textos (1044 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 14:32)