Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amor Paixão e desilusão em 5 sonetos

PAIXÃO

Sinto dentro do peito este lamento
que tanto fere, rasga e sufoca...
O não correspondido sentimento
ciúme, inquietação... que me provoca

E sei pela razão que é um pecado
sentir dentro de min a chama acesa
por ti, ó meu secreto, terno amado
que ignoras o que tenho de tristeza

Assim, eu vou mantendo a alma pura
temendo aquele fogo atroz, eterno,
por esta tão insana desventura...

No pensamento albergo a incerteza:
Enfrentar esse fogo, o do inferno?
Ou sufocar a minha natureza?


MEU PECADO

Eu não sei como tenho resistido
pois a vida pregou-me a partida,
por desejar estar sempre contigo
amor impossível, na minha vida.

ver-te sofrer parte-me o coração,
sem eu poder com mimo consolar-te
expondo o ardor da minha paixão,
delirando e sonhando amar-te.

Mal consigo disfarçar o desejo
quando contigo eu estou por perto
ansiosa, doida pelo teu beijo...

Quem me dera contigo ter ficado,
mesmo que o destino fosse incerto,
hoje sei, cometia o pecado!


LOUCURA

Só Deus sabe quem amo com devoção
o que sofro por manter o segredo,
daquele que mora em meu coração...
Mantendo-me em silencio por medo.

Sei que esse amor não me quer mais,
por minha culpa, falta de coragem.
Agora eu sei que é tarde demais
e o nosso amor uma miragem.

é meu desespero, minha agonia
escrava da minha própria recusa
numa atitude de ironia.

Agora choro, sem sua ternura,
angustiada e sempre confusa...
temendo eu, acabar na loucura...


ACORDAR

Como é fácil no sonho viajar,
voar neste profundo sentimento,
deixando-me nas suas asas levar,
neste amor sem qualquer fundamento.

Quase que sinto teus beijos doces, de mel
e tuas palavras em meu ouvido...
Acordo dentro de um mundo de fel,
em que o amor não faz mais sentido.

Vai apagar-se a chama acesa,
desta minha tão louca desventura,
que só me soube trazer tristeza!

Deste inexistente, louco amor
ao qual não deste a tua ternura,
morreu! Ficando murcho sem qualquer cor.


TRAIDOR

Meu coração sangra, quase que morre
vendo-o falar d'amores passados...
vingança, tortura, minh'alma sofre
trazendo ciúme, dos seus pecados.

Porque razão me prendo a seu amor,
se esta paixão me maltrata?
É fruto proibido, traidor
que me atenta, provoca e mata!

Não mais vou permitir que me provoques,
nem no futuro nem mesmo agora
com as palavras e teus doces toques.

Toma a verdade nua e crua,
esquece quem te ama e adora.
Sigo a minha vida, TU SEGUE A TUA!

Alexa Wolf

Alexa Wolf
Enviado por Alexa Wolf em 24/10/2007
Código do texto: T707420

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Alexa Wolf
Portugal, 50 anos
63 textos (3511 leituras)
9 áudios (756 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 00:40)
Alexa Wolf