Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Loucuras na Noite

Empurro-te para uma entrada de um prédio que desconheço, encosto-te contra a parede e aos sentires os azulejos gelados sinto um arrepio no teu corpo
- Que estas a fazer? Perguntas
- Schiu, agora e aqui serás minha
Tentas argumentar mas rapidamente abafo as tuas palavras com os meus beijos enquanto as minhas mãos te exploram e te desnudam
- Não faças isso, ainda aparece alguém
Mas o desejo já se tinha apoderado de mim e tudo o que eu queria naquele momento era fazer amor contigo
- Amor tu és maluco
- Sim sou maluco por ti
Entregue a mim foste sentindo cada toque meu, arranco-te um gemido… suspiras… sorris…
-Se aparecer alguém mato-te!
Simplesmente sorrio e continuo percorrendo todo o teu corpo com os meus lábios, sinto o teu corpo arrepiado, suado, suspirando por mais…
Lentamente giro o teu corpo sobre o meu, o teu pescoço descoberto pede os mais incríveis pecados, beijo, trinco, mordisco… exploro cada milímetro de pele que vai ficando a descoberto.
Tentas te mexer mas agarro-te com intensidade, como se tivesse medo que me escapasses por entre os dedos, encosto os teus seios já descobertos nos azulejos… outrora gelados mas agora fervendo de paixão.
E naquela mistura de prazer, de palavras, de cheiros, de sabores
Minhas mãos continuam a sua sina,
Minha língua o seu destino,
E ali, naquele momento,
Naquela parede transformada no nosso ninho de amor
Contigo no meu colo...
Eu fui teu e tu foste minha
Sérgio Costa
Enviado por Sérgio Costa em 28/10/2007
Código do texto: T714060

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Nome de autor e link obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sérgio Costa
Portugal
23 textos (1044 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 23:09)