Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Grilos cricrilantes.

Hoje a noite não tem vento,
Mas há um grilo cricrilando.
Os grilos cricrilantes tornam mais quentes
As noites primaveris.

Essas noites perfumadas, em que meu
Corpo esta longe do seu, e tão próximas
Nossas almas.

Recosto-me a janela e me ponho a sonhar.
A poluição esconde as estrelas.
Não me lembro de ter visto uma
Estrela em seu céu...

Talvez que estivessem em seus olhos...
Lembro-me de te-los visto estrelados,
Num cantinho, a lua clara...
Declaro meu amor com meia palavra,

E com a outra metade, quebro a distancia!
Nossas almas se darão as mãos,
Convidando o amor a dançar, nesta
Escura noite de grilos cricrilantes e
Damas-da-noite perfumadas...
Fernanda Reis
Enviado por Fernanda Reis em 31/10/2007
Código do texto: T717370

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fernanda Reis
São Carlos - São Paulo - Brasil, 31 anos
132 textos (4436 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 18:06)
Fernanda Reis