Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SEU OLHAR ME PERTUBA


Olhei para o meu amor e amei o amor
com que a amo.
Este norte-sul magnético se torna
uma indomável labareda de paixão
quando sou inflamado pelo amor
com que ela me ama.
Afetuoso combustível que excita ainda mais
o amor com que a amo.

Olho para ela e a amo.
Também sou amado pela luz dos seus olhos.
Os meus olhos fitos nos dela focando o amor.

Olhei e vi que ela me viu.
E quando ela viu que eu a vi, sorriu.
Sorriu o sorriso do amor.
Fui olhado com amor pelo amor.

Olhei e vi o amor.
Vejo o amor em você.
Você vê o amor em mim.
Há um encontro marcado com o amor
quando nos molhamos.

Nos olhos que olha os meu olhos
vejo o amor e o amor é visto.

“Desvia de mim os seus olhos, porque eles me perturbam” (Cant. 6:5).


   
Paulo Cezar Santos
Enviado por Paulo Cezar Santos em 04/11/2007
Código do texto: T722753

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Cezar Santos
Aracaju - Sergipe - Brasil, 60 anos
109 textos (13675 leituras)
2 e-livros (70 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 00:37)
Paulo Cezar Santos