Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Me deixa navegar



Dentre todas as histórias a dois que já vivi
Você é a menos possível de definir
Porém não impossível
Dentre todos os planos que tenho
Talvez com você eu edificasse meu maior projeto
Minha melhor idealização
Dentre todas as estradas, que andei até então...
A avenida do seu coração é a mas congestionada,
E sei que para mi ai não há parada
Mas bem que poderia ser a minha morada.
Porém, inda que pouco aconteça do que se quer ouso pensar
E que ao acordar eu me descubra noutro ledo engano...
Aqui onde já posso estar...
Nada foi opróbio ou inválido, porque havemos.
Mesmo que num cenário dúbio.
Nada foi insípido, pois temos alma
No decorrer da minha jornada por esta existência...
Eu serei sempre um braço de rio
E você um pedaço de mar agitado
Que eu insisti em navegar
E se em meio a esta tempestade, a gente naufragar...
Te digo desde já que valeu a pena, deixar-me molhar
No teu pedaço de mar, então por enquanto...
Apenas me deixa te navegar...

29/09/07
Cris Cátia Lima
Enviado por Cris Cátia Lima em 04/11/2007
Código do texto: T723552
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cris Cátia Lima
Salvador - Bahia - Brasil, 53 anos
59 textos (35445 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 12:12)
Cris Cátia Lima