Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Moras no meu coração

Um poeta me tocou,
Não me pediu licença e entrou.

Quando dei por mim já estava instalado,
Meu coração virou sofá e nele está deitado.

Todo espaçoso e confortável,
Meu pulsar acaricia este ser admirável.

Cujas mãos traduzem meus anseios,
E sem cerimônia enrijece os bicos de meus seios.

Sua ousadia arrepia meus pêlos pelo corpo inteiro,
Maravilhoso é ele de janeiro à janeiro.

Sou um paradigma em pele de leoa,
Sou ser mutante, sou camaleoa.

Tento esconder meu sentimento,
Mas ele lê minha alma, daqui de dentro.

O cúmulo da ousadia foi me tocar,
Uma emoção profunda, falta de ar.

Escutei meu coração ele disse seu nome,
Consultei meu corpo e senti fome.

Meu poeta, meu dilema.
Minha solução ou meu problema?

Agora já é híbrido de minha emoção,
Fez morada no meu coração.
Mary Rezende
Enviado por Mary Rezende em 05/11/2007
Código do texto: T724037
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mary Rezende
Goiânia - Goiás - Brasil, 50 anos
624 textos (29687 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 15:34)
Mary Rezende