Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um sonho de amor


Eu não sei porque a gente não fala a mesma língua, se o amor é universal. Atravessei rios, mares e oceanos para te ver sorrir. Por que se esconde, corre, foge de mim? Não vê que estou sofrendo e de amor quase morrendo?!

Primeiro
Eu te dei meu corpo
Depois, meu coração
E até minha alma
Dei-me por inteiro

Vi-me perdido em sua indiferença
Meu amor te fez crença
E o que restou foram lembranças
Do sorriso de menina-criança
Que quer brincar

Eu só queria ser feliz
Acolher-te em meus braços
Fechar os olhos
Parar o tempo
E a noite, contemplar as estrelas.
Ver-te brilhar
Poder tocar no céu como te tocar
Beijar-te como o beija-flor
Que bate as asas feliz pelo mel que o alimentou


Um olhar fixo
Um beijo, um crucifixo.
Para abençoar nosso sonho de amor
Os mais doces lábios
Da beleza exuberante
Encantou meus olhos
Um Universo sobrenatural
Uma paisagem real
Os leves cabelos soltos
O singelo sorriso, a graça, a ternura.
O perfume, o sonho, a loucura.

E lá fora, o orvalho cai.
Molhando suavemente as flores
Que balançam no ar com a força do vento
E a brisa da manhã ruge nas colinas e traz
A beleza do amor que nasceu para reinar sem tempo
E no sorriso da mais bela estrela que partiu
Rumo ao imaginário e lendário infinito
Eu me vi como um passarinho sem ninho
Uma alma sem corpo
E o menino sem brinquedo
Tudo não passou de um sonho de amor.

Edimilson Eufrásio
Enviado por Edimilson Eufrásio em 07/11/2007
Código do texto: T727287
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edimilson Eufrásio
Mineiros do Tietê - São Paulo - Brasil
112 textos (6150 leituras)
2 e-livros (57 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 07:32)
Edimilson Eufrásio