Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Balada Antiga

Nos tormentos de tempos fracassados,
tentativas frustadas de inventores,
de senhores de reinos portadores,
são cravadas em notas alteradas,
comparadas nas linhas d'universo,
está tudo esquecido n'um só verso,
congelado em desprezo nas geleiras.

Pesadelos de tempos apagados,
encobertos de tantos cobertores,
são batalhas com feras e os horrores,
de milênios de prantos abafados,
e afogados nas ondas e na areia,
de centenas de metros que conservo,
sendo tudo esquecido n'um só verso,
congelado no fundo das geleiras.

Trilobitas que nunca registrados,
letargiam escondidos nos tremores,
dessa crosta convulsiva e os rancores
dessa terra que zela os apagados,
no negrume d'abismos que clareia,
as lembranças de tempos nunca impressos,
sendo tudo esquecido n'um só verso,
congelado no fundo das geleiras.

E su'alma singela e verdadeira,
que desejo mas apenas observo,
será sempre retida n'um só verso,
congelado no fundo das geleiras.
Geleiras
Enviado por Geleiras em 12/11/2007
Código do texto: T733493

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Citando meu endereço http://geleiras.blogspot.com, e o meu nome "Marcel Angelo"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Geleiras
Florianópolis - Santa Catarina - Brasil, 28 anos
226 textos (4432 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/08/17 00:55)
Geleiras