Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Contradições amorosas

Você, no alto dos seus belos olhos, diz ter medo
Eu, abaixo de sua linha da cintura, digo... eu sou o medo

Você, plantada na experiência, de uma longa vida, diz que sofreu
Eu, ainda cambaleante em meu triste corpo, digo que sangrei

Você, alinhada em seu perfil de estrela, afirma que chorou
Eu, mascarado em minha face de aço, saliento que me desmanchei em lágrimas

Você, ser sedento de paz e ternura, diz amar
Eu, impaciente e temeroso, digo ter dificuldades em entregar, arriscar e doar

Você, na intensidade de sua ansiedade, busca a felicidade
Eu, entregue às minhas eternas limitações, me apego à realidade.

Você, altiva e bonita, diz Sim e Não
Eu, cansado e sem esperanças, digo Não e Sim.
Lúcio Alves de Barros
Enviado por Lúcio Alves de Barros em 12/11/2007
Código do texto: T734251
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.sitedo autor.net"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lúcio Alves de Barros
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
462 textos (50349 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/10/17 20:18)
Lúcio Alves de Barros