Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUEM DE NÓS

(aguardando autorização para dedicar...)

Tu vens a mim moça ou eu vou ao teu encontro?
Para nos deliciarmos naquela praia nua e nus;
E assim sacramentarmos um sublime momento,
Tendo o olhar lânguido duma lua que nos seduz.

Te prometo vasculhar inteira, viajar por cada lugar,
Percorrer as curvas do teu corpo, pele de alabastro,
Ter para mim somente todo o teu sublime encanto,
Me perder nos caminhos que assim vem me enredar.

Que delícia ir aos recônditos dos versos que são seus,
Quero saciar os meus e os teus mais ardentes desejos,
Vou te prendendo a mim, nestes versos que são meus,
Sigo ávido, trêmulo, ardendo, na busca dos seus beijos.

O mar por testemunha verá eu imergir no teu amor,
Respirar do teu perfume como oxigênio para viver,
Sorver a tua seiva, beber do teu íntimo, do teu querer;
E a brisa suave da noite trará para nós o seu frescor.

Tu me convidas: “Vem Moço”.  E eu te pergunto agora:
Queres que eu vá, ou tu virás com tua paixão até mim?
- Se eu a ir, te prometo levar comigo um amor sem fim.
Se tu virdes, traz contigo os desejos latentes de outrora.
Lúcio Astrê
Enviado por Lúcio Astrê em 12/11/2007
Reeditado em 12/11/2007
Código do texto: T734691

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lúcio Astrê
Euclides da Cunha - Bahia - Brasil, 60 anos
263 textos (10338 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 15:00)
Lúcio Astrê