Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A ROSA E O CRAVO



Como poderia não lembrar
Se jamais te esqueci
Desde aquele mágico momento
Em que no jardim te conheci.

Tu eras tão tímido
Vivias pelos cantos a se esconder
E por ter assim agido
Não percebeu como olhava pra você.

Que eu, a rosa perfumada,
Só queria ser amada
Por um cravo apaixonado
Que se sentia desajeitado.

No dia que me falaste de amor
Vi do lugar onde estava
Que dizias a Margarida
Que por ti ela era querida.

Acreditei que a ela tu querias
E não quis no namoro interferir
Preferi sofrer sozinha
Guardando como lembrança
Tua voz dizendo: Olá Rosinha.

Rosita Barroso
15/11/2007

Este poema é uma resposta a um poema do poeta Antonio Oliveira.
Rosinha Barroso
Enviado por Rosinha Barroso em 16/11/2007
Código do texto: T739015

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Rosita Barroso - http://recantodasletras.uol.com.br/autores/rositabarroso). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rosinha Barroso
Salvador - Bahia - Brasil, 63 anos
395 textos (33245 leituras)
1 e-livros (69 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 08:58)
Rosinha Barroso