Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

E VOCÊ ME AMAVA...

O sol quando espiávamos nascendo
era majestoso, mas não aquecia
meu coração.
E você me amava ...

Escutava os apelos do mar,
os argumentos espumosos da rebentação
que só dava medo.
E você me amava...

Ouvia os cantos dos pássaros,
achava as melodias lindas, mas tão distantes...
E você me amava...

Nas cachoeiras em que banhávamos era
tão romântico, mas as águas tão frias...
E você me amava...

Era sempre assim, com seus lábios entreabetos,
esperava...
como o brilho do sol no meio das nuvens
aguardando o dia clarear, continuava...
Me amava, me amava...

A noite buscávamos as estrelas e
você com os olhos de lua tomava conta
delas e as contava pacientemente, lembrando
que a beleza da escuridão está nos pontos luminosos...
O seu amor guardado em cada estrela no céu.
E assim me amava, me amava cada vez mais.

Éramos dois em um, onde só um era dois.
Como dois espelhos onde só um refletia,
Assim nos olhávamos.

O veneno da flecha do cupido foi pouco para
os dois corações....

E eu resignado, esperava encontrar o meu amor
lá longe na profundezas do mar ou na imensidão do céu .
Eu me procurava... chorava ...
e você me achava... me amava...
me beijava feliz.
Naldo Coutinho
Enviado por Naldo Coutinho em 21/11/2005
Reeditado em 22/11/2005
Código do texto: T74154
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Naldo Coutinho
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
111 textos (6977 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 07:04)
Naldo Coutinho