Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tempo, cadê você? Porque levou ela?

A Saudade bate em meu peito nesse momento
Parece que no coração há um sangramento
Longe dela estou a sonhar
Quando novamente irei vê-la?

Tempo jogador ingrato
Joga com minha vida
Transforma meu amor numa peça do seu jogo
Tornando difícil de encontrar com ela

Pelo menos tenho um alguém pra pensar
Alguém para dar motivos para lutar pelo futuro
Pra inspirar minhas poesias
Pra me chamar de amor

O tempo é um caminhão sem freio
Atropela sonhos
Colide com sonhadores
Mata possibilidades
Derrapa nas alegrias
Correndo cada vez mais na estrada da vida
Transportando a pesada carga da saudade

Tempo, tempo, se não tem tempo
Mande ao menos seu filho
O tempinho
Aquele tempinho para vê-la seguidamente

Vê-la calmamente
Para matar um ladrão de corações
Ladrão infame, conhecido como solidão
Bandido que faz parte da quadrilha do amor
Edson Fernando
Enviado por Edson Fernando em 18/11/2007
Reeditado em 12/02/2011
Código do texto: T742428
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edson Fernando
Concórdia - Santa Catarina - Brasil, 30 anos
19 textos (1283 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 17:44)
Edson Fernando