Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AR(DORES)

Há um fogo a consumir-me as entranhas
uma insana ilusão, uma perversa verdade
sonho com suas mãos de veludo a tocar-me
realizo: és uma inverdade do meu juízo!

As chamas em línguas obscenas se tornam
sinto roçar-me, percorrer-me, descontrolo
Incêndio da alma, devastação sem fim!
Ardo no fogo do inferno! Inferno de mim!

Não há anjos, nem santos, nem deuses...
não há quem me redima dos ardores!
Estou prestes a cometer desatino.

Ou me entrego às chamas e me queimo
ou recobro o juízo e pago as dores
ou espero, ardendo, as facetas do destino.

Monica San
Enviado por Monica San em 21/11/2007
Código do texto: T746174

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Monica San
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil, 47 anos
251 textos (6370 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 16:11)
Monica San