Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A procura

Ó prenda minha amada
Que na noite sussegada
Estavas no meu rancho a enfeitar
Fico a imaginar o teu sorrizo o teu olhar
Mas sei que de ti
Nada mais posso esperar

Estamos separados
Por uma barreira esquesita
Que parece nunca mais terminar
Fico atirado no catri a pensar
Pensativo...imagino escutar a tua voz
vindo com o minuano me procurar

Mas outra vez me enganei
Não era o que eu pensava
Minha imaginação te procura
E o meu corpo não te acha
Pra onde fostes não sei
O que será que faltou, o que eu não te dei

Será que não te amei direito
Será que fui eu que fez tudo acabar
Será que de tanto te querer fiz tu o nosso ranchito abandonar
Desculpas devia pedir por amar demais
Só queria te encontrar pra te dizer
Que não vou te esquecer jamais

O que foi um rancho
Hoje é uma tapera
Minha alma ainda te espera
Com a esperança de quem fica
A esperar um alguem
Que não vem
Jonatan Moura
Enviado por Jonatan Moura em 23/11/2005
Reeditado em 23/11/2005
Código do texto: T75155
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jonatan Moura
Santa Vitória do Palmar - Rio Grande do Sul - Brasil, 30 anos
16 textos (1946 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 16:32)
Jonatan Moura