Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A paixão e a andorinha

Sou dono do paço
Sou o fim da ação
Sou a ponta do maço
Lamparina na escuridão.

Sou o choque do reclame
Sou o pó da cidade
Sou a fonte do enxame
A mentira e a verdade.

Sou o trilho abandonado
Sou o braço da companhia
Sou a fronteira do Estado
A resposta da ironia.

Sou a solução da gastura
Sou a causa do horror
Sou a pura ternura
Sou o último fulgor.

Sou o fosco do céu
Sou o breu do mar
Sou a costura véu
Sou à vista do luar.

Sou o saudar do pranto
Sou o sentimento alfenim
Sou a melodia do canto
E o coração de marfim.

Sou o vinho fadigado
Sou a subjetividade
Sou o linho emaranhado
A utopia eternidade.

Sou o fundamento da mitologia
Sou a poeira do antigo
Sou a realidade da magia
Sou a busca do sentido.

Sou a brisa da madrugada
Sou à noite desilusão
Sou a escuridão em revoada
Sou a manhã de tentação.

Sou o sussurro límpido
Sou a palavra no nevoeiro
Sou o grito de ímpeto
Sou a voz no despenhadeiro.

Sou o choro do vento
Sou o ponto da história
Sou a lágrima da vela
A lembrança da memória.

Sou a aurora distante
Sou o ser granjeador
Sou o horizonte tão errante
Sou a honra e o ardor.

Sou pequeno em minha grandeza
Sou a sede e o sertão
Sou a andorinha e sua leveza
Levando a tristeza
E trazendo emoção.
Iraquitan Jr
Enviado por Iraquitan Jr em 25/11/2007
Código do texto: T752058

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Iraquitan Júnior). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Iraquitan Jr
São Gonçalo - Rio de Janeiro - Brasil, 28 anos
55 textos (1480 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 00:30)
Iraquitan Jr