Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

E SE FOR?

Na inquietude da alma
no conflito do eu lírico
faço da vida uma troça
faço da rima uma graça
do lirismo minha farsa
me faço artista sem palco
palhaço sem maquiagem
Deus da minha própria verdade.

Soberana e altiva
dona do próprio nariz.
Poetiza de versos brancos
de sonetos, de encantos
de pensamentos insanos
da vida mera atriz
da poesia mera aprendiz.

Do amor, dependente e carente
viciada em amar somente
rimar o amor com a dor
fazer do amor uma flor
colher amor em jardim
sonhar com o amor sem fim
morrer de amor? Por ele viver?

E se for? Quem há de entender?
Pouco importa...
Que seja então assim...

Monica San
Enviado por Monica San em 28/11/2007
Código do texto: T756766

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Monica San
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil, 47 anos
251 textos (6297 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 00:44)
Monica San