Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Enigmas do Amor

Vejo tuas poesias enquanto percorro este caminho
Que pode não ser infinito mas será para sempre eterno
Nunca ninguém entenderá realmente minhas palavras
Elas não passam de enigmas do que me rodeia
São lembranças perdidas em noites melancólicas
Retratos que fazem parte da moldura do meu ser

Se eu voasse sem saber para onde ia
Uma coisa é certa, na brisa dos teus braços acabaria
Porque teu gosto nos meus lábios é algo que nunca esqueceria
É doce e envolvente, é nostalgia que para sempre guardaria

Se eu bebesse desse afrodisíaco néctar de flor de jasmim
Poção mágica desse nosso sabor
Feitiço de Afrodite, deusa do amor
Eu sei que essa luz apagaria a noite que existe em mim

Os sonhos trancados na imaginação da minha alma
Aguardam a chave do teu coração
Tu és dona do mapa que atravessa toda esta inibição
Enigma ardente do perfume que envolve a minha calma
Sérgio Costa
Enviado por Sérgio Costa em 29/11/2007
Código do texto: T757965

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Nome de autor e link obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sérgio Costa
Portugal
23 textos (1044 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/08/17 10:09)