Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Delírio

Não pensa que, se a lira eu refreasse,
Cessaria essa ânsia de encantar-te.
Sequer a acrimônia desse impasse
É capaz de conter a minha arte.

Devaneio reprimido no meu peito,
Em tantas utopias se perdeu.
Não sei enfim se teria o vil direito
De cismar num delírio que é só meu...

Minha poesia independe do que és,
Pois ao ver-te através d’um outro olhar
- Fantasias lançadas aos teus pés -
Transcendo o meu querer e o meu sonhar.
Magmah
Enviado por Magmah em 30/11/2007
Código do texto: T759117

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Magmah
Montenegro - Rio Grande do Sul - Brasil
232 textos (5044 leituras)
6 e-livros (411 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 07:43)
Magmah