Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUANDO...

Quando…
Naquele jardim, te afastaste
E já longe gritaste:
Corre para mim!...
Eu, louca, fui correndo,
Abriste os teus braços...me agarraste...
Rodopiando num louco frenesim!

Quando…
Naquele barco
Que lento ia cortando as águas do Sado,
Com a tua viola...
Dedilhando nas cordas "Les feuilles Mortes”
E a tua voz grave cantava a doce melodia...
Esquecemo-nos de tudo e de todos!
E, de olhos nos olhos, eu te ouvia
Amando-te cada vez mais...

Quando…
Nas dunas da praia nos deitámos
E nos amámos,
Entre beijos, carícias e gemidos!...

Quando…
Hoje olho para ti...
A saudade me invade...
EU continuo a ser EU!
E TU já não és TU!
És a sombra daquele,
Quando…
No jardim,
No barco,
Nas dunas,
Me amaste!...



                          
                            Poema escrito no Ano de 1992


Susana Custódio

Sintra, 2008
SUSANA CUSTÓDIO
Enviado por SUSANA CUSTÓDIO em 02/12/2007
Reeditado em 19/06/2008
Código do texto: T762109
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Áudio
QUANDO - SUSANA CUSTÓDIO
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
SUSANA CUSTÓDIO
Portugal
205 textos (52583 leituras)
46 áudios (5890 audições)
23 e-livros (3867 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 01:22)
SUSANA CUSTÓDIO