Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Olhos Sedentos de Amor

Meus olhos refletem a luz de minha alma...
Meus olhos captam a luz de seu corpo...
Meus olhos recebem a energia de seus sentidos, que se transformam em desejos infinitamente belos e, pedintes de amor extremamente claros em meu olhar...
Meus olhos vagueiam no espaço, sombra e silhueta de seu brilhoso físico...
Meus olhos são viajantes destinando caminhos sem fim...
Meus olhos eternizam agradáveis momentos de nosso amor, gravando e fixando belíssimas imagens de nossos atos libidinosos em meu cérebro...
Meus olhos absorvem o brilho de sua luz incandescente, cegando-me fugazmente...
Meus olhos vêem além de sua alma, ofuscam-se com o azul celeste de sua aura...
Meus olhos desejam ser confidente aos seus...
Meus olhos não gostam da negritude da vida...
Meus olhos transmitem a felicidade e a paz que exalam o perfume do meu ébrio amor...
Meus olhos te procuram vorazmente...Quando em saudosos momentos...Quando não a vejo...
Meus olhos são a verdadeira expressão de minha alma, de um homem amante, loucura de meu ser...Vidente de meu verdadeiro e íntimo ego...
Meus olhos choram, lágrimas sem fim...Por todas as sensações que machucam meu coração...
Meus olhos lacrimejam emocionadamente quando a vejo e a sinto...
Meus olhos são a testemunha real de nossos profundos olhares...Transformando-se em fogosos e úmidos beijos...
Meus olhos encontram os seus, fecham-se para viver o real e o imaginário de nossos corpos e almas...
Meus olhos são seus...Para enxergar, choramingar, contrair, virar-se em nossos extasiantes e prazeros orgasmos...
Meus olhos não mentem...Queres me conhecer?Olhe para os...
Meus olhos.
Amo-te.

Francisco Cesar Ferreira Espínola
Amante das Palavras
Enviado por Amante das Palavras em 02/12/2007
Reeditado em 08/12/2007
Código do texto: T762132

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Francisco Cesar Espindola). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Amante das Palavras
Casimiro de Abreu - Rio de Janeiro - Brasil, 63 anos
77 textos (4200 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 22:22)
Amante das Palavras