Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Liberte minha alma!

Não da mais para me iludir nem me enganar
Coloquei em pratica todas as artimanhas do amor
Mobilizei todas as artes e segredos da sedução
Fui à luta com todas as armas e espírito aguerrido.
De nada adiantou, todo esforço foi em vão.
Todas tentativas de conquista-la fracassaram
Você permaneceu inexpugnável e distante
Impassível e indecifrável como uma esfinge
Pior, o jogo virou e o feitiço virou contra o feiticeiro.
O conquistador acabou sendo conquistado
Meu corpo e alma foram dominados
Impossível continuar negando as evidencias
Não há como continuar resistindo aos seus encantos
Sua beleza envolvente e irresistível me conquistou
Jogo a toalha e entrego os pontos, fim de jogo.
Entrego minhas armas e meu coração
Ergo a bandeira branca, me rendo, rendição incondicional.
Faça de mim o que quiser
Sou seu prisioneiro, refém do seu coração.
Faço apenas um último pedido,
Direito sagrado de todo prisioneiro.
Um pedido de clemência
Se você realmente não me quiser em seu coração, então...
Liberte minha alma!
Deixe-a partir, desencarnar desse corpo inútil,
Que desprovido de graça e beleza,
Não soube cumprir sua única missão:
Encanta-la, seduzi-la, conquista-la.
Atenda meu pedido, pois, uma vez livre
Minha alma partirá com esperança renovada
Em busca de uma nova morada
Um corpo dotado de toda graça e beleza,
Que como um verdadeiro cavalo de tróia,
Será capaz de abrir as defesas
Mais fortificadas e intransponíveis
Do coração mais insensível.
Terei, então, uma nova chance.
Uma nova chance de conquistar seu coração
Kris
Enviado por Kris em 26/11/2005
Reeditado em 28/11/2005
Código do texto: T76637
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Kris
Brasília - Distrito Federal - Brasil
49 textos (2788 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 07:18)